Price2®

PRINCE2™ (Projects In Controlled Environments) foi lançado como um método para gerenciamento de projetos pelo governo britânico em 1996, tendo sido criado em 1989 a partir do PROMPTII, o qual, por sua vez, surgiu em 1975 e foi adotado em 1979 como padrão para gerenciamento dos projetos de sistemas de informação do governo. Atualmente é mantido pelo governo britânico – OGC (http://www.prince-officialsite.com/, que também mantém a Metodologia ITIL) e utilizado por instituições públicas e privadas na Europa, além de reconhecida mundialmente como modelo para gerenciamento de projetos. As práticas do PRINCE2™ facilitam o cumprimento dos prazos e a obtenção dos resultados esperados tanto para a empresa quanto para seus clientes.

Hoje, o PRINCE2™ vem sendo adotado como padrão para todos os projetos governamentais no Reino Unido e amplamente utilizado pela iniciativa privada não só naquele país, mas também em outros lugares da Europa, África, Oceania e Estados Unidos. O PRINCE2™ é o responsável pela entrega de quase 100% das obras para os Jogos Olímpicos de Londres para 2012, dois anos antes do prazo previsto. Considerado o método de gerenciamento de projetos mais utilizado no mundo, conta com mais de 250 mil profissionais certificados. Cerca de 1500 pessoas prestam, mensalmente, os exames de certificação Foudation e Practitioner. Existem mais de 120 centros de treinamento credenciados PRINCE2™ pelo mundo, os quais provêem treinamento, em 17 idiomas, de 59 ferramentas de gerenciamento de projetos desenvolvidas com base no Método. No Brasil, a metodologia PRINCE2™ já vem sendo utilizada em algumas organizações, e é crescente a procura por informações a respeito do assunto. A versão mais recente, lançada em Junho de 2009, dividiu o manual em dois, um para gerentes de projetos (Managing Successful Projects with PRINCE2) e outro para patrocinadores de projetos (Directing Successful Projects with PRINCE2), e ficou muito mais didática e prática para compreensão.

Uma das principais vantagens dessa metodologia é a flexibilidade de adaptação a cada projeto, além de estar orientada essencialmente ao negócio, desde o início até a finalização. Seu próprio desenvolvimento foi pensado de modo a diminuir, ou mesmo zerar, a ocorrência das falhas típicas, já conhecidas e recorrentes em projetos. O PRINCE2™ também permite assegurar a viabilidade do projeto em termos de custos e benefícios, já que é possível analisar o andamento do projeto à luz do plano original. A abordagem é direcionada ao alinhamento estratégico dos objetivos do projeto com os objetivos organizacionais na origem, independentemente da abordagem de portfólio que é pressuposto da metodologia. A metodologia PRINCE2™ é focada na inteligência do projeto, em sua estratégia, cumprimento de objetivos, satisfação das partes interessadas e, sobretudo, na geração de valor.

Com a utilização do PRINCE2™, a organização tem como benefícios um gerenciamento controlado das mudanças em termos de investimento e retorno; um processo decisório eficiente e eficaz que não permite que o projeto fique à deriva; um ativo envolvimento dos usuários e das partes interessadas durante todo o ciclo de vida do projeto – o que garante que os produtos atinjam os requisitos de negócio, funcionais, de ambiente, de serviço e de gerenciamento. A metodologia possui uma abordagem que distingue o gerenciamento do projeto do desenvolvimento dos produtos, de tal forma que pode ser aplicada na elaboração de projetos de qualquer segmento de mercado, desde a construção de um navio até o desenvolvimento de um sistema de informação. Os gerentes de projeto que utilizam o PRINCE2™ são capazes de utilizar uma estrutura para delegação, autoridade e comunicação e ter definidos todos os pontos durante o projeto. Desta forma, todos os riscos serão revistos e analisados e haverá uma sistemática natural para o gerenciamento de riscos que envolve até a alta administração.

Após uma primeira etapa de aculturamento em Gerenciamento de Projetos, usualmente as organizações se deparam com o desafio de criar uma metodologia de gerenciamento de projetos, com base nas melhores práticas contidas no The PMBOK® Guide do PMI. Como a proposta do PMBOK não é prescrever uma metodologia, mas apenas recomendar o uso de melhores práticas, a tarefa de definir uma metodologia em um dado contexto organizacional pode não ser nada trivial. Basicamente, uma organização decide desenvolver e implementar uma metodologia de gerenciamento de projetos porque pretende acabar ou diminuir com algumas das muitas razões que propiciam falhas dos projetos, tais como:

Atenção indevida para o fator qualidade
Planejamento inadequado e pobre definição dos requisitos dos produtos do projeto
Pobre e inadequada comunicação com as partes interessadas do projeto
Processo decisório pobre ou inexistente sobrecarregando o Gerente de Projeto
Falta de um adequado monitoramento e controle dos projetos
Confusão na definição de papéis e responsabilidades
Medições e avaliação de qualidade insuficientes

No entanto é muito grande o esforço para desenvolver uma metodologia a partir do consenso, integração ou junção dos diversos pontos de vistas da equipe responsável pela implementação da metodologia e dos ativos de processos e cultura organizacional, através da interpretação do The PMBOK® Guide. Com isto, o investimento financeiro e de prazo de implementação podem ser muito superiores quando comparados a implementação do método PRINCE2™, além de estarem com maiores riscos de rejeição e ineficácia da metodologia.

O PRINCE2™ e o The PMBOK Guide são complementares. Por ser um método, com certo grau de maturidade, por ter sido desenvolvido através da experiência adquirida em muitos projetos e organizações, o PRINCE2™ vai ajudar a diminuir o esforço de implementação de uma metodologia de gerenciamento de projetos. Implantando o método PRINCE2™, a organização no mínimo, terá:· Promoção da consistência do trabalho de projeto e a capacidade de reutilização de ativos do projeto, mas também facilita a mobilidade dos funcionários e reduz o impacto das mudanças de pessoal/cedências.

É uma ferramenta valiosa de diagnóstico, facilitando a segurança e a avaliação do projeto de resolução de problemas, trabalho e auditorias.

Os Planos são cuidadosamente projetados para atender as necessidades dos diferentes níveis da equipe de gestão, melhorando a comunicação e controle.

Garante que os participantes do foco sobre a viabilidade do projeto em relação aos seus objetivos do Business Case – ao invés de simplesmente ver a conclusão do projeto como um fim em si mesmo.

Define uma estrutura completa, mas econômica e eficaz de relatórios.

Garante que os interessados (incluindo os patrocinadores e fornecedores de recursos) estão devidamente representados no planejamento e na tomada de decisões.

O método é amplamente reconhecido e compreendido e, portanto, fornece um vocabulário comum para todos os participantes do projeto – promovendo uma comunicação eficaz. O método também prevê o reconhecimento explícito de responsabilidades do projeto – de modo que os participantes compreendam as funções e necessidades umas das outras. Existe uma estrutura definida para a responsabilização, a delegação de autoridade e de comunicação.

Além de ser recomendado pelo PMI e de ser consistente com as normas ISO 9001, o PRINCE2™ é muito utilizado na Europa chegando a ser lei em algumas regiões. O PRINCE2™ é um bom método de gerenciamento de projetos que certamente ajudará as organizações a gerenciar projetos através de um conjunto de atividades controlado, gerenciado e visível para atingir os objetivos ao qual o projeto propõe alcançar.